segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Judy e Jennifer falam sobre a criação do musical Viva Forever!

 Jennifer Saunders e Judy Craymer deram uma interessante entrevista sobre a criação de Viva Forever!. Confira:

Jennifer: O primeiro contato que tive com Jude foi depois da paródia do Mamma Mia! que Dawn French e eu criamos para o Comic Relief em 2009.

Judy: Eu achei que foi hilário e escrevi a Jennifer para lhe dizer o quanto eu adorei. Eu até mandei um camiseta do Mamma Mia!. Foi a única maneira que eu poderia pensar para responder.

Jennifer: Eu não sei o que eu fiz com a camiseta e eu certamente não pensei que eu iria ouvir sobre Jude novamente. E então o meu agente me ligou e disse: "Judy Craymer gostaria que você para o musical das Spice Girls". Eu imediatamente disse, "ligue de volta, ligue de volta agora e diga SIM!"

Judy: Foi um pouco como quando nos aproximamos de Meryl Streep sobre Mamma Mia! - Nunca pensei por um momento que ela estaria interessada - e ela só exclamou: "EU SOU Mamma Mia!". Quando Jennifer começou a me contar sua idéia - uma história muito contemporânea de uma menina chamada Viva que entra em um show de talentos como The X Factor - Eu sabia que ela era a pessoa perfeita para escrevê-lo. Quando, pouco depois, ela foi diagnosticada com câncer de mama, eu percebi que poderia ser difícil para ela trabalhar. Mas eu queria muito a Jen para fazê-lo, porque a sua visão para o projeto foi muito brilhante.

Jennifer: Uma vez por semana, durante a minha quimio, Jude vinha até a minha casa para uma reunião. Foi bom para eu manter a minha mente ocupada. O trabalho do Viva Forever! não exige que eu esteja na televisão ou até mesmo saia de casa, então foi perfeito. Foi um motivo para continuar.

Judy: Eu sabia que Jen não estava em uma situação muito boa para escrever nos primeiros estágios de seu tratamento, mas que iria falar sobre o projeto o tempo todo. De certa forma, foi um momento muito positivo para a nossa amizade - falamos sobre tudo, e realmente temos que conhecer umas as outras.

Jennifer: Sim, nós realmente temos que nos conhecer bem. Alguns dias, Judy vinha e eu estava vestindo esta velha kaftan preta. Eu costumava dizer: "Sim, eu 
 posso parecer um lixo, mas meu cérebro está bem." Na realidade, não era, mas Jude nunca disse nada. Nos dias ruins, ela tinha acabado de sugerir para eu ouvir algumas faixas um pouco mais, o que foi uma boa maneira de chegar a idéias.

Judy: E foi quando ela começou a escrever essa história, que foi brilhante.

Jennifer: Terminei meus seis meses de tratamento, ao mesmo tempo que eu terminei o musical. Foi então que nos reunimos com as Spice Girls.

Judy: Nós brincamos de antemão que Jen ficou possivelmente ainda estava um pouco confusa e podia perder o seu caminho na história, então eu só iria tocar uma música se ela ficasse confusa. Mas funcionou bem, as meninas adoraram.

Jennifer: Vimos Geri sozinha. Ela era adorável, muito aberta. Ela insistiu que a história deve refletir a realidade de estar em uma banda de garotas. Ela fez um ponto muito importante de perguntar quem era amigo de quem na nossa banda fictícia e quais delas iriam cair. Ela disse: "Eles têm que cair, as coisas têm que ficar ruim - que é assim que é."

Fonte: Woman & Home
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails